Translate

sexta-feira, 20 de fevereiro de 2015

Britney Spears de princesa do Egito

Você já deve ter acompanhado aqui no blog (veja aqui) que a Katy Perry lançou o clip Dark Horse inspirado no Antigo Egito, mas não é somente ela que podemos encontrar vestida a "La Cleopatra".

Britney Spears também incorporou a Rainha Egípcia na divulgação da sua fragrância Fantasy Twist.
http://1.bp.blogspot.com/-oISU6CK_vec/UChHyD5uBKI/AAAAAAAABgY/zCyOUaGx9Rg/s1600/britney%2Bcleopatra.jpg

O comercial do perfume lançado em 2012 e o making of você pode conferir nos links abaixo:

Comercial:

https://www.youtube.com/watch?v=J1VuHofySus

Making of:


https://www.youtube.com/watch?v=-z_ao2Gib04 

A cantora também apareceu em um barco ao estilo egípcio na terceira parte de seu show Femme Fataly Tour, cantando a música Gimme More.



Fontes:
http://fanfit.blogspot.com.br/2012/08/britney-spears-incorpora-cleopatra.html
http://www.bravo.pt/britney-spears-lanca-novo-perfume/
http://revistacoolmag.blogspot.com.br/2011/11/britney-spears-pavilhao-atlantico.html
http://www.tuenlinea.com/especiales/britney-spears/372527/galerias-britney-spears-tour-femme-fatale-tu-linea/

terça-feira, 10 de fevereiro de 2015

Sobre a restauração da máscara de Tutancâmon

Saving face 
O especialista Eckmann analisando o dano à máscara.
 
Em resumo, o dano pode ser reversível, mas não ficará perfeito como antes, terão de ser aplicados muitas camadas de solventes, camada por camada da resina utilizada para colar a barba à máscara. Será bem trabalhoso. Na notícia abaixo, você pode acompanhar maiores informações. Destaco o fato que houve boatos de que a máscara verdadeira foi mandada para o exterior e essa seria uma réplica, porém o especialista envolvido na restauração discorda completamente desse boato.

Clique no link abaixo e veja a reportagem completa em inglês:

segunda-feira, 9 de fevereiro de 2015

Para quem gosta de leitura: a relação entre a máscara de Tutancâmon danificada e o livro de Rick Riordan.

 http://3.bp.blogspot.com/-bO_9fNaY5Kw/VMGWENI0jQI/AAAAAAAAA80/iZ4UzVNqzLY/s1600/B7oY4NeCIAEGLrh.jpg

No último mês, você deve ter acompanhado que a máscara de Tutancâmon foi danificada (caso não tenha visto, veja a reportagem, clicando AQUI).

Há pouco tempo, recomendei a leitura dos livros de Rick Riordan que compõem As Crônicas dos Kane (caso não tenha visto, clique AQUI).

Enfim, qual a relação entre esses eventos?

Para quem leu "A sombra da serpente", que é o terceiro livro da saga dos Kane, mais especificamente no terceiro capítulo, vemos que é clara a relação do dano à máscara e todos os acontecimentos que se encontram no livro.

Esse trecho nos esclarece esse triste fato:

"...Então, se um dia você for visitar uma exposição do Rei Tut e notar rachaduras ou marcas de queimado nos artefatos, ou talvez uma estátua com a cabeça colada ao contrário... Bem, desculpe. Provavelmente foi nossa culpa."

Se você quiser entender melhor porque foi culpa deles, aconselho a ler a coleção, pois não darei spoilers aqui. Mas que nesse caso, está perdoado o dano à máscara...

Melhor do que fugir da realidade é vê-la por um lado mais romântico, e isso pode ser feito através da literatura. :)

Bibliografia:
RIORDAN, Rick. A sombra da serpente. Editora Intrínseca, p. 39, 2012

Múmias são encontradas no esgoto no Egito

Essa notícia mostra que ainda há muito descaso com a história egípcia e falta de punição ao contrabando.

Múmias foram encontradas em um córrego poluído no Egito (Foto: AFP)

De acordo com a notícia da BBC, duas múmias, ainda dentro de seus sarcófagos de madeira, e um sarcófago vazio, foram encontrados pela polícia, flutuando em um córrego poluído num vilarejo perto da cidade de Minya, 240km ao sul do Cairo.

Infelizmente, de acordo com o Ministério de Antiguidades, pouco restava dos corpos, que possivelmente eram do período greco-romano (332 aC a 395 d.C.). Entretanto, não havia inscrição egípcia antiga ou hieróglifos nos sarcófagos. 

Os restos das duas múmias estão sendo restaurados por especialistas. Possivelmente, serão expostas junto com seus sarcófagos no museu de Minya, de acordo com o ministério.

Fonte: